Arquivo diário: julho 3, 2017

GEDLEY BRAGA E LINA DE ALBUQUERQUE LANÇAM PROJETO LAVADEIRAS Helena Cutter e Misty são duas das cantoras que estão no CD de lançamento

Padrão

O projeto de composição musical Lavadeiras, de autoria de Gedley Belchior Braga e Lina de Albuquerque, já disponibilizado para streaming nas principais plataformas digitais de música – Spotify, Deezer, Google Play, I Tunes, Amazon UK e Amazon.com – desde novembro de 2016, em abril de 2017 chega ao mercado em CD físico, que apresenta encarte com todas as letras, está à venda na loja virtual da Tratore.

O Projeto Lavadeiras nasceu aproximadamente há dez anos no MySpace. Concebido como um projeto de criação de canções eletrônicas, de letras e sonoridades “simples”, o Lavadeiras, disponibilizava suas músicas pela Internet para quem se interessasse em gravá-las.

Diversos artistas descobriram pela Internet e gravaram músicas do Lavadeiras, assim como as cantoras Helena Cutter, Misty do Brasil e o produtor David Pasqua, intérpretes presentes neste primeiro álbum de lançamento do trabalho, distribuído pela Tratore. Ao mesmo tempo em que Lina de Albuquerque procurou escrever letras “fáceis”, seu parceiro, Gedley Belchior Braga, se esforçou por criar melodias redondas, de forma a se aproximar da concepção do “pop perfeito”.

Lina de Albuquerque é jornalista e escritora. Gedley é artista multimídia e professor de artes na Universidade Federal de São João del-Rei. Ambos descobriram, por acaso, que eram vizinhos em São Paulo, assim como as afinidades musicais, quando estavam viajando a trabalho, em Belém do Pará e foram apresentados por uma amiga em comum, chamada Alegria.

Os temas tentam se aproximar de um universo cotidiano, falam de amores, saudades, segredos, desassossego, da vida e da própria Música sem fim, não por acaso título de uma das canções. A própria capa do CD também faz uma homenagem ao pintor Henrique Bernardelli (1858-1936), com a foto de uma obra de 1925, uma lavadeira em um quintal, fotografada por Gedley Braga.

Confira esse projeto diferente e interessante!

 

Anúncios

Sesc Santana promove oficina de ilustração de seres imaginários A atividade e gratuita e com vagas limitadas

Padrão

Nos dias 12 e 13 de julho, quarta e quinta, das 14h às 18h, o Sesc Santana promove a oficina Criptobiologia: ilustração científica de seres imaginários. Serão apresentadas as técnicas de ilustração e os conceitos da biologia necessários para a criação de imagens dessas criaturas fantásticas. Com Laura Montserrat.

A criptobiologia é a ciência que se dedica ao estudo de espécies fantásticas, lendárias, mitológicas, extintas ou pouco conhecidas. Uma das maneiras de divulgar e desenvolver as pesquisas é por meio da ilustração científica, prática que pede riqueza e precisão da informação visual. Desta maneira, a atividade trabalhará com duas das técnicas mais comuns em ilustração científica, o desenho em grafite e o pontilhismo em nankin.

Laura Montserrat é formada em biologia pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo e atua como ilustradora científica desde 2011.

SERVIÇO:
12 e 13/07, quarta e quinta, das 14h às 18h.
Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jd. São Paulo.
Vagas limitadas. Inscrições na Central de Atendimento.
Recomendação etária: livre. Grátis.
Espaço de Tecnologias e Artes.
Estacionamento – R$12,00 a primeira hora e R$ 3,00 a hora adicional – desconto para credenciados.
Para informações sobre outras programações ligue 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br

Oficina Internacional de Comédia Física com o diretor inglês John Mowat (ex-diretor da Cia do Chapitô, de Portugal), um dos mais criativos diretores da atualidade, no Teatro Commune

Padrão

A primeira turma é de 3 a 7 de julho, das 19 às 23h,  curso tem duração de 20 horas, será registrado em foto e vídeo (cujo resultado será disponibilizado aos alunos), com tradução simultânea do inglês e Certificado. Faça sua inscrição, são poucas vagas. Desconto à vista.

 John utiliza jogos, exercícios e improvisações, estimulando a brincadeira e invenção, numa completa redescoberta do corpo, dos objetos e do espaço cênico. Trabalha a partir do corpo do ator e de sua capacidade de criar personagens inusitados, grotescos, provocadores e surpreendentes. É um trabalho incrível!

 John Mowat

Ator e Diretor, viajou por maios de 40 países com seu estilo de comédia altamente física e visual. Dirigiu OddBodies Theatre Company, Orquestra Sinfônica de Londres e The Works” com Nola Rae e Matthew Ridout. Dirigiu por 15 anos a Companhia do Chapitô, de Lisboa, Portugal, criando espetáculos memoráveis, como, Édipo Rei (no Sesc Belenzinho, com 03 atores, sem cenários, nem figurinos), Macbeth (com microfones), A Tempestade, Romeu e Julieta, Tartufo, Dom Quixote, Dr. Jackyll and Mr Hide e outros em vários países. Estudou mímica corporal com Ronal Wilson na City Literary Institute e com Jacques Lecoq.

Informações por aqui ou pelo nosso zap (11) 97665 2205. Passa seus contatos.

 Entrevista com John Mowathttps://youtu.be/G5AKHk7-ERo