Dirigida por Jô Soares, Histeria é uma comédia delirante causada pelo encontro do pai da psicanálise, Sigmund Freud, com o mestre do surrealismo, Salvador Dalí.

Padrão

Dica leve de Teatro para o seu final de semana: Histeria que já teve mais  de 130 apresentações, turnê por 15 cidades e público aproximado de 65.000 pessoas, 

Escrita em 1993, comédia teatral do autor britânico Terry Johnson ganhou direção de John Malkovich e sua montagem foi aclamada por diversos países da Europa, com grande sucesso de público e crítica. Depois de assistir e se encantar com a montagem em Paris, Jô Soares traduziu o texto e dirige a versão brasileira da comédia consagrada pelo mundo.

Em 1938, o pintor surrealista Salvador Dalí visita o pai da psicanálise Sigmund Freud, este já padecendo de uma doença incurável e às portas da morte. Freud havia recentemente escapado da Europa nazista e estabelecera-se em Londres.  Deste encontro histórico, e algo inusitado, surge a matéria prima para Histeria, comédia escrita pelo aclamado dramaturgo inglês Terry Johnson.

Durante o episódio retratado na peça, as certezas de Freud são questionadas por duas outras personagens, enquanto a obra de Dali é satirizada numa visão auto parodiada dele próprio. Entre diálogos inteligentes, situações farsescas, ritmo frenético e até alucinações, surge uma das “encruzilhadas” do texto: retirar a essência do mito é minar o fundamento da fé?

HISTERIA

Teatro Raul Cortez (513 lugares)

Rua Dr. Plínio Barreto 285 – Bela Vista

Informações: 3254.1631

Bilheteria: terça a quinta das 14h às 20h; sexta a domingo a partir das 14h. Aceita todos os cartões de débito e crédito. Não aceita cheque. Ar condicionado e acesso para deficientes. Estacionamento do teatro: R$ 23

Vendas: (11) 2626-5286 – www.compreingressos.com

 Sexta às 21h30 | Sábado às 21h | Domingo 19h

 

Ficha Técnica:

 Texto: Terry Johnson

Tradução e direção: Jô Soares

Produção: Rodrigo Velloni

Elenco: Norival Rizzo, Cassio Scapin, Erica Montanheiro e Milton Levy

Diretor assistente: Mauricio Guilherme

Iluminação: Maneco Quinderé

Cenografia: Chris Aizner e Nilton Aizner

Figurino: Fábio Namatame

Música Original: Ricardo Severo

Videografismo e Mapping: André Grynwask e Pri Argoud

Fotografia: Priscila Prade

Direção de Arte Gráfica: Giovani Tozi

Produção Executiva: Barbara Dib

Assistente de produção: Adriana Souza

Administração financeira: Vanessa Velloni

Realização: Velloni Produções Artísticas

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s