Arquivo da tag: FIESP

Evita Perón é tema de mostra na Fiesp

Padrão

eva-peronMostra especial que revela detalhes da vida e da obra do eterno ícone da vida pública argentina vai reunir fotos, trajes, objetos de uso pessoal e arte digital em alusão aos 60 anos de sua morte.

Ao todo 6 vestidos usados por Eva Perón – a inesquecível dama que marcou o contexto político e social da Argentina – além de fotografias, em situações diversas que expressam o carisma de Evita e acessórios. Também integram o acervo, brinquedos utilizados pelas crianças da fundação de ajuda social que leva seu nome e mais arte digital, do artista plástico Juan Maresca. Tudo poderá ser visto pelo público de 24 de maio a 7 de junho, na capital paulista. O evento faz parte, ainda, da comemoração da Revolução de 25 de Maio de 1810, data cívica máxima para os argentinos e dos 10 anos de inauguração do Museu Evita, de Buenos Aires.

Evita: Paixão e ação
Onde? Centro Cultural Fiesp – Av. Paulista, 1313
Quando? 25 de maio a 7 de junho. Segunda-feira, das 11 às 20 horas; terça a sábado, das 10 às 20 horas e, domingo, das 10 às 19 horas
Grátis

Prédio na Av. Paulista se transforma em videogame a céu aberto

Padrão

Tetris2A fachada Galeria de Arte Digital SESI-SP receberá de 25 de março a 7 de abril a primeira mostra interativa de Game Arte a céu aberto.

A exposição PLAY! é inspirada no universo dos videogames e tem curadoria da paulistana Marília Pasculli e da dinamarquesa Tanya Toft, que é especialista em novas mídias e arte digital.

A mostra permitirá a interatividade com o público. Durante três trabalhos exibidos, a galeria servirá como uma tela para os participantes jogarem videogame por até três minutos.

Estarão expostos na PLAY! vários traços da história dos videogames, tais como: o jogo de corrida, a estética atirador, a navegação do labirinto, a dicotomia do ganhar e perder e a visão com perspectiva em terceira pessoa. A interatividade das pessoas com as obras será coordenada por monitores. Eles ensinarão as pessoas a jogarem por meio de tablets.

Um dos destaques da mostra é o interativo LummoBlocks, que capta os movimentos corporais dos participantes via sensor (como o game Wii). A obra, criada em Barcelona, na Espanha, é uma nova versão do lendário jogo Tetris, em que as ações físicas são rastreadas e os próprios jogadores viram peças do game.

PLAY!
Onde? Galeria de Arte Digital SESI-SP – Av. Paulista, 1.313
Quando? 25 de março a 7 de abril; Obras interativas, das 20h às 22h; Obras visuais, até às 5h
Grátis

Cena britânica ganha destaque com mostra fotográfica em SP

Padrão

A Galeria de Arte do SESI-SP, vai abrigar a partir de 25 de setembro a exposição: “Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje”. Esta é a primeira e maior mostra já apresentada na América Latina que traça um perfil da fotografia britânica nos últimos 80 anos.

Com curadoria de João Kulcsár e Martin Caiger-Smith, a exibição cobre desde os novos rumos fotográficos, na década de 1930, até a fotografia contemporânea. São 240 imagens – selecionadas de acervos como TATE Gallery, National Portrait Gallery, British Council Collection, Arts Council Art Collection e Bolton Museum – de 36 fotógrafos que voltaram suas lentes para a cultura, os costumes e as pessoas da Grã-Bretanha.

A mostra é focada na tradição da prática documental presente na fotografia produzida no Reino Unido, e revela quase um século da cena britânica com imagens captadas no universo analógico e na era digital, retratando uma época que viu o nascimento da televisão, do cinema falado e da circulação em massa de jornais e revistas.

Os trabalhos exibidos vão desde a cena urbana até a alta sociedade, passando pelo realismo subversivo e corajoso da cultura de rua inglesa. Entre os influentes fotógrafos que assumiram uma postura voyer diante de seu próprio país, seja por nascimento ou longa estadia, estão Bill Brandt, Martin Parr, Wolfgang Tillman, Cecil Beaton, George Rodger, Richard Billingham, Derek Ridgers, Tony Ray-Jones, Daniel Meadows, Chris Killip, Paul Nash e Keith Arnatt.

A exposição teve seu título inspirado no projeto Mass Observation, criado em 1937 pelo antropólogo Tom Harrisson, pelo poeta Charles Madge e pelo cineasta Humphrey Jennings. A proposta foi examinar e documentar de forma antropológica como a classe trabalhadora inglesa vivia, por meio de seus hábitos e costumes. No período entre guerras, os criadores do Mass Observation perceberam que havia uma diferença entre o que se conhecia e a vida real das pessoas comuns da Inglaterra. Esse cenário foi uma oportunidade para artistas, antropólogos, sociólogos e artistas trabalharem juntos de forma criativa e desenvolverem a melhor forma de entender o que as pessoas, de fato, estavam fazendo na Grã-Bretanha.

Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje
Quando? 25 de setembro a 25 de novembro
Onde? Galeria de Arte do SESI-SP – Centro Cultural FIESP – Av. Paulista, 1.313 – segunda-feira, das 11h às 20h; terça a sábado, das 10h às 20h; e domingo, das 10h às 19h
Grátis

Peça Boca de Ouro, de Nelson Rodrigues está em cartaz na FIESP

Padrão

Celebrando o centenário de Nelson Rodrigues, o Teatro do Sesi apresenta a peça “Boca de Ouro”, trama que aborda o submundo da contravenção no Rio de Janeiro a partir da história do malandro de mesmo nome.

Com direção geral e artística de Marco Antônio Braz, a montagem, classificada originalmente como tragédia carioca, mergulha no universo “rodrigueano” ao apresentar o chofer de ônibus malandro – inspirado no bicheiro Arlindo Pimenta – que carrega em sua boca 27 dentes de ouro 24 quilates e atua no mundo paralelo do crime da capital fluminense.

O chofer do ônibus que Nelson Rodrigues costumava pegar se orgulhava sempre de seus 27 dentes de ouro maciço, 24 quilates. Ele foi a inspiração para o dramaturgo contar uma história do submundo e do poder paralelo da contravenção. Metido, cheio de bossa, o protagonista tem densidade psicológica, complexado por causa da sua origem humilde. Antecipando uma discussão que até hoje não tem fim, Nelson desvenda o processo metafísico da violência e da ambição pelo poder, numa lição construtiva e cada vez mais contemporânea.

Protagonizando o espetáculo, Marco Ricca encarna o personagem que, de Madureira para todo Rio, impõe suas leis.

Boca de Ouro
Onde? Centro Cultural FIESP – Av. Paulista, 1313
Quando? Até 25 de novembro
Ingressos: quinta e sexta, grátis; sábados e domingos, R$ 10

VIII Prêmio FIESP/SESI-SP do Cinema Paulista tem mostra em São Paulo

Padrão

A 8ª edição do Prêmio FIESP/SESI-SP do Cinema Paulista vai englobar a realização de uma mostra em São Paulo na qual serão exibidos os 32 filmes concorrentes ao prêmio. As sessões devem acontecer no Espaço Mezanino do Centro Cultural Ruth Cardoso até 15 de abril.

A programação é composta por 22 longas-metragens, entre eles: As Doze Estrelas, Família Vende Tudo, Bróder, Pólvora Negra, Evoé! Retrato de um Antropófago, Eu Eu Eu José Lewgoy, Onde está a Felicidade?, Os 3, O Samba que mora em mim, Bollywood Dream – O Sonho Bollywoodiano, Amanhã Nunca Mais, Mamonas pra Sempre, Além da Estrada, VIPs, Lixo Extraordinário, Natimorto, Estamos Juntos, Quebradeiras, Trabalhar Cansa, No Olho da Rua, À Margem do Lixo, Meu País.

Os demais são os curtas aglutinados em uma única etapa de exibição na abertura, no dia 27 de março, às 20h, e 3 de abril, às 18h: A Grande Viagem, Irene, Cativeiro, Tatu Bolinha e Flash, e no dia 5 de abril, às 16h e 11 de abril, às18h: Inquérito Policial nº 0521/09, Máscara Negra, Morte e Morte de Johny Zombie, D. on Ice e Às vezes o céu é azul.

A premiação contemplará 12 categorias: melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro, melhor atriz e ator, melhor fotografia, melhor ator e atriz coadjuvante, melhor montagem, melhor trilha sonora, melhor direção de arte e melhor filme de curta-metragem. Os três finalistas de cada categoria serão selecionados por um júri popular (público), que poderá efetuar o voto por meio do site da FIESP ou após cada sessão em cédulas entregues ao espectador na entrada do filme. Os vencedores serão determinados por um júri oficial, constituído por profissionais ligados às áreas cinematográfica e cultural.

A premiação dos melhores em cada categoria será realizada no Teatro do SESI – São Paulo, somente para convidados, em 2 de maio. Os prêmios em dinheiro totalizam R$ 45 mil.

Clique aqui para conferir a programação!