Arquivo da tag: Museu Afro Brasil

Em maio, museus terão entrada gratuita aos sábados

Padrão

01_pinacoteca_spDe 13 a 19 de maio, museus de todo o País participam da Semana Nacional de Museus com diversos eventos. Em São Paulo, no entanto, essa comemoração vai durar mais tempo: a Secretaria de Estado da Cultura preparou uma série de atividades especiais que acontecerão durante todo o mês de maio, em 17 museus do Estado. Com programação integrada em torno do tema “Museu MeUeSEU: de todo mundo”, exposições inéditas, instalações, palestras e oficinas apresentam o museu como um bem comum a ser usufruído pelos mais variados públicos. Além disso, os visitantes terão entrada gratuita em todos os sábados do mês: dias 4, 11, 18 e 25. Para lembrar: o Dia Internacional dos Museus é comemorado em 18 de maio.

O tema proposto – “Museu MeUeSEU: de todo mundo” – tem o objetivo de reforçar a ideia de que o Museu é um espaço público e está à disposição de toda a população. Por isso, a Secretaria busca oferecer uma programação atrativa que contemple diversos públicos, buscar atrair as famílias para compartilhar momentos de lazer, conhecimento e cultura. Os museus também terão ações em rede, com atividades conjuntas envolvendo mais de uma instituição, provocando os visitantes a descobrir as possibilidades de contato entre as especialidades dos diferentes museus.

O programa inclui, em São Paulo, a Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida, Catavento, Museu Afro Brasil, Museu de Arte Sacra, Memorial da Resistência, Museu da Casa Brasileira, Museu da Imagem e do Som, Museu do Futebol, Museu da Língua Portuguesa, Paço das Artes, Pinacoteca e Estação Pinacoteca.

Museu Afro Brasil expõe coleção de arte brasileira Odorico Tavares

Padrão

Cole_oOdoricoTavaresA partir de amanhã, 25 de abril, o Museu Afro Brasil apresenta ao público uma das mais importantes coleções privadas de arte brasileira.

A mostra, com curadoria de Emanoel Araujo, é uma homenagem ao centenário de nascimento de Odorico Tavares (1912-1980), poeta e colecionador pernambucano radicado em Salvador (BA).

Portinari, Di Cavalcanti, Pancetti, Volpi, Djanira, Carybé, Antônio Bandeira, Manabu Mabe, Flavio-Shiró, Francisco Brennand, Aldemir Martins e Mário Cravo Júnior são alguns dos artistas incorporados à coleção, que engloba também artistas internacionais como Picasso e Miró, além de valiosos exemplares de arte sacra.

Nascido em Timbaúba (PE), Odorico passou a juventude em Recife e se mudou para Salvador por motivos políticos, em 1942, quando atuava como secretário do jornal “Diário de Pernambuco”. Nessa trincheira jornalística, afinou-se com a oposição aos representantes locais da ditadura do Estado Novo, integrado à militância de esquerda e às ideias de Gilberto Freyre. Seu universo de amigos incluía Álvaro Lins, Aníbal Fernandes, Freyre, Joaquim Cardozo, Mauro Mota, Odilon Ribeiro Coutinho e João Cabral de Melo Neto, entre outros.

Além das de dezenas de obras modernistas, a coleção é marcada pela presença de artistas pernambucanos como Cícero Dias, Lula Cardoso Ayres e Mestre Vitalino, por pintores populares da Bahia, e conta, ainda, com mobiliário e valiosos exemplares de arte sacra.

Modernidade – Coleção de Arte Brasileira Odorico Tavares
Onde? Museu Afro Brasil – Parque do Ibirapuera, Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 10
Quando? 25 de abril até agosto
Grátis

Pérolas Negras – Museu Afro Brasil

Padrão

ImageEstá em cartaz no Museu Afro Brasil a mostra “Pérolas Negras”, primeira exposição de Azemiro de Sousa, o Miro, um dos mais importantes fotógrafos de editoriais de moda e publicidade no Brasil.

A convite do curador Emanoel Araújo, Miro fotografou personalidades como Zezé Motta, Milton Gonçalves e Luiz Melodia em um fundo negro. A exposição é composta por 30 retratos de personagens e personalidades, sendo que todo o trabalho levou cerca de um ano e meio para ser concluído. Fica em cartaz até 7 de abril com entrada grátis.

Pérolas Negras
Onde? Museu Afro Brasil – Pq. Do Ibirapuera – Portão 1
Quando? Até 7 de abril
Grátis

Museu Afro Brasil inaugura mostra “Sangue e Água – Percursos no Bom Jesus de Braga”

Padrão

O Museu Afro Brasil exibe, a partir de 12 de outubro, a mostra “Sangue e Água – Percursos no Bom Jesus de Braga”, trazendo a atmosfera religiosa de Braga ao Parque do Ibirapuera.

A exposição, que faz parte da programação do Ano de Portugal no Brasil, exibe 30 fotos realizadas pelo fotógrafo português Manuel Correia, frequentador do santuário – não só com intenções fotográficas, mas no papel de apaixonado por Braga, cidade em que nasceu.

Cercado de mata e rasgado por um funicular , bondinho no plano inclinado, esse cenário foi absorvido e observado, intimamente, na última década, pelo fotógrafo de 46 anos. A cidade acumula tanto as marcas da presença do Império Romano na península ibérica como do poder dos arcebispos da Igreja Católica, a partir do século XVI. De forte e exuberante influência na região do Minho, o catolicismo se espraiou intensamente na arquitetura, nas artes e na política bracarenses. Imponente, erguida sobre as bases de um antigo templo romano e com vestígios das várias fases da construção da cidade, a Sé de Braga entrou para o imaginário mundial dos fiéis católicos, mas não encerra, em seus limites, o halo formado por crucifixos, insígnias e batinas.

Sangue e Água – Percursos no Bom Jesus de Braga
Onde? Museu Afro Brasil – Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, Portão 10
Quando? A partir de 12 de outubro; Terça a domingo, das 10h às 18h
Grátis