Arquivo da tag: Rio de Janeiro

Mostra fotográfica “Um olhar sobre o Brasil” estreia no CCBB Rio

Padrão

olharbrasilCom mais de 300 imagens de diferentes acervos públicos e coleções privadas, chega ao Rio a exposição “Um olhar sobre o Brasil. A fotografia na construção da imagem da nação”. Depois de passar por São Paulo, onde recebeu mais de 68 mil pessoas em dois meses, a mostra ficará em cartaz até 7 de abril no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-Rio).

Projeto inédito, que perpassa 170 anos de história do Brasil (1883-2003) a partir do registro fotográfico, a mostra explora nuances de luz e sombra ao mesmo tempo em que costura história e iconografia.

Tomando como ponto de partida o momento próprio de invenção da técnica fotográfica, a exposição revisita o olhar “científico” que guiava as expedições estrangeiras para o país, o gosto de D. Pedro II pelo novo suporte e os registros de revoltas populares, como a de Canudos, até chegar à grande multiplicação de temas, ângulos, acontecimentos e reviravoltas que compuseram o longo século XX.

Cada fotografia acompanha um pequeno texto, na verdade, sua micro-história, com informações que vão muito além da tradicional legenda (título, data, autor).

Um olhar sobre o Brasil – A fotografia na construção da imagem da Nação
Onde? CCBB Rio – Rua Primeiro de Março, 66 – 2º andar
Quando? até 7 de abril – terça a domingo, das 9h às 21h
Grátis

Pontos turísticos do Rio de Janeiro ganham mosaicos QR code

Padrão

QRcode-Arpoador-peqTrinta pontos turísticos do Rio ganharão, até o fim do ano, painéis de QR code instalados em placas de pedra portuguesa. Essa tecnologia permite que sejam armazenados dados, fotos e curiosidades sobre monumentos, praças e praias. Com isso, basta o visitante baixar um aplicativo simples para smartphone ou tablet, apontar para o mosaico na calçada e ter acesso a essas informações.

O QR code é uma tecnologia semelhante à utilizada nos códigos de barras, mas com potencial de armazenamento maior. Ao ser decodificado por um leitor disponível nas câmeras de smartphones e tablets, o visitante é direcionado para um conteúdo online.

O primeiro mosaico foi inaugurado na última semana na praia do Arpoador. Em breve, Leme, São Conrado e Barra da Tijuca também receberão as placas que também serão instaladas no Sambódromo, Pão de Açúcar, Ipanema, Arcos da Lapa, Praça XV, entre outros pontos.

Jorge Amado ganha homenagem na Biblioteca Nacional

Padrão

Biblioteca_Nacional_Rio_de_Janeiro-540A partir de amanhã, 12 de dezembro, a Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, realiza uma homenagem ao centenário de Jorge Amado em uma exposição que reúne cerca de 30 peças, como manuscritos, livros e fotografias, a partir das quais o público poderá conhecer um pouco mais sobre uma das maiores figuras da literatura brasileira.

Dono de uma obra extensa e mundialmente conhecida, Jorge Amado é autor de 23 romances, memórias, contos, biografias e obras infantis. Além disso, grandes composições da literatura brasileira como “Mar Morto” (1936), “Capitães da Areia” (1937), “Gabriela, Cravo e Canela” (1958), “Dona Flor e Seus Dois Maridos” (1966), e “Tieta do Agreste” (1977), são de sua autoria.

Jorge Amado, que completaria 100 anos em 10 de agosto de 2012, é o escritor brasileiro que teve maior número de obras adaptadas para a televisão, e um dos autores mais traduzido no exterior. Seus livros foram estão em mais de 55 países, em 49 idiomas, transcritos também em braille e em áudio para cegos.

Centenário de Jorge Amado
Onde? Biblioteca Nacional – Av. Rio Branco, 219 – Centro – Rio de Janeiro
Quando? 12 de dezembro até fevereiro de 2013 – Segunda a sexta, das 9h às 20h, sábados das 9h às 17h, domingos e feriados, das 12h às 17h
Grátis

Mostra Tutto Fellini é inaugurada no Rio

Padrão

Pode-se dizer que os moradores do Rio de Janeiro ganharam um belo presente, já a partir do próximo domingo será aberta ao público a exposição Tutto Fellini, no Instituto Moreira Salles, após passagem por Paris, Moscou e Toronto. Em julho a mostra deve chegar a São Paulo, no SESC Pinheiros.

Por meio da apresentação de fotografias de bastidores, desenhos feitos pelo próprio diretor, revistas de época, cartazes, entrevistas e trechos de filmes, além da exibição de documentos inéditos, a mostra vai apresentar ao público um pouco do universo do cineasta italiano.

Seguindo um percurso pontuado pelas obsessões de Fellini, a exposição investiga o século XX do diretor: o século do cinema, claro, mas também o da imprensa, das mídias, da televisão, da publicidade, ou seja, das imagens. A montagem não segue um padrão cronológico, nem filmográfico, e sim temático. Dessa forma, Tutto Fellini é dividia em quatro núcleos, sendo que um lida com a cultura popular e com a forma como influenciou o cineasta, outro mostra bastidores de filmagens, um terceiro trata de sua relação com as mulheres e o último é centrado em sua vida.

Paralelamente à exposição, haverá uma mostra cinematográfica no cinema do IMS-RJ. Serão apresentados mais de 20 filmes, entre eles seu primeiro longa Mulheres e luzes (1950), e também As noites de Cabíria (1957), Os palhaços (1970), A estrada da vida (1954), Julieta dos espíritos (1965), Abismo de um sonho (1952), Ginger e Fred (1986), Oito e meio (1963).

Tutto Fellini
Onde? Instituto Moreira Salles – Rua Marquês de São Vicente, 476 – Rio e Janeiro
Quando? A partir de 11 de março, até 17 de junho, de terça a sexta, das 13h às 20h, sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h.
Grátis

Biblioteca Nacional apresenta a mostra sobre quadrinhos brasileiros

Padrão

A Fundação Biblioteca Nacional agita as férias da criançada e dos amantes dos “gibis” com a mostra Desenhar para sonhar: histórias em quadrinhos brasileiros. De 10 de janeiro a 29 de fevereiro, no 2º andar da sede da instituição, importantes peças do seu acervo estarão expostas contando a trajetória do gênero que fascina crianças e adultos há décadas.

São cerca de 50 itens revelando um breve panorama da cultura das histórias em quadrinhos no nosso país. Importantes nomes do setor e editoras que nele se notabilizaram serão homenageados, como Ziraldo e Maurício de Sousa.

Entre as publicações, cartazes e capas expostos, com destaque para raridades como o “Tico-tico”. Lançada em 1905, a primeira revista em quadrinhos brasileira para crianças teve entre seus leitores Rui Barbosa, Olavo Bilac e Nelson Rodrigues. Ela trouxe ao país personagens famosos, como Gato Félix, Popeye e Mickey Mouse. Para Carlos Drummond de Andrade, o “Tico-tico era escola disfarçada de brincadeira”.

Além de um dos exemplares da pioneira, a mostra contará também com peças como a revista “Gibi” – que terminou emprestando seu nome ao tipo de publicação – e clássicos da literatura brasileira transpostos para o gênero pela Editora Brasil América Ltda, a lendária EBAL. Entre eles, há títulos como “O Guarani”, romance escrito por José de Alencar.

Outra empresa do ramo homenageada é a Rio-Gráfica Editora, que publicou de HQs norte-americanos a temas tipicamente nacionais, como “Sítio do Picapau Amarelo”. Fundada em 1950 com o lançamento das revistinhas do “Pato Donald”, a Editora Abril também é lembrada por publicações que marcaram época, como “Luluzinha”.

Revistas recentes têm espaço reservado, representadas por obras como “O Menino maluquinho”, de 1980 e a versão mangá de “Turma da Mônica”, lançada em 2008. E apesar da mostra ser voltada para o público de 7 a 14 anos, ela é um ótimo passeio para visitantes de todas as idades. Se desenhar é sonhar, visitá-la é compartilhar de sonhos que encantaram gerações.

Desenhar para sonhar: histórias em quadrinhos brasileiros no acervo da Biblioteca Nacional
De 10 de janeiro a 29 de fevereiro no 2º andar da Biblioteca Nacional
Avenida Rio Branco, nº 219 – Centro – Rio de Janeiro
Segunda a sexta, das 9h às 20h
Sábado, das 9h às 15h / Domingos, das 12h30 às 16h30, através da Visita Guiada.
Grátis

Rock ou Pop in Rio?

Padrão

A partir de amanhã o Rio de Janeiro volta a ser palco de um dos principais festivais de música realizados no país, o Rock in Rio, que desta vez traz o rock apenas no nome, já que a edição bate recorde de artistas pop na programação.

Em seus sete dias de shows, o evento vai contar com mais de 100 atrações divididos em três palcos. Os destaques ficam por conta de Red Hot Chili Peppers, Metallica, System od a Down, Guns N’ Roses, Sepultura, Slipknot e Coldplay.

O resto da escalação tende para o pop, reunindo artistas que fazem sucesso nas paradas internacionais, como Rihanna, Katy Perry, Shakira, Maroon 5, Elton John, Ke$ha etc. Entre os brasileiros figuram nomes como Marcelo D2, Jota Quest, Skank, Capital Inicial, Paralamas do Sucesso, Pitty e NX Zero, além do axé (isso mesmo!) de Cláudia Leite e Ivete Sangalo.

A estimativa é que cerca de 100 mil pessoas passem diariamente pela Cidade do Rock. Além da programação musical, o evento terá brinquedos como roda-gigante e tirolesa, shopping, desfiles e outras atividades paralelas.

Para quem vai encarar a maratona de shows do festival de rock, quer dizer, pop, vale lembrar que o acesso de carro particular à Cidade do Rock será proibido. O público só poderá chegar ao local via transporte público. Também não haverá bolsões de estacionamento para automóveis particulares nas redondezas, apenas uma entrada específica para veículos com sinalização de portadores de necessidades especiais.

Os portões da Cidade do Rock abrirão às 14h e fecharão às 4h durante os sete dias de festival. É proibido entrar com câmeras fotográficas profissionais, guarda-chuvas, capacetes, objetos cortantes, alimentos, vidro ou qualquer objeto que coloque em risco a segurança do público.

Cidade do Rock deve receber cerca de 100 mil pessoas diariamente durante o festival

Rock in Rio
Quando: 23 a 25/09, e 29/09 a 02/10
Onde: Parque Olímpico Cidade do Rock (Avenida Salvador Allende, s/nº, em frente ao Riocentro, Barra da Tijuca)
Ingressos: esgotados

Rio sedia 15ª edição da Bienal do Livro

Padrão

Os fãs de literatura da capital carioca já podem se programar para um dos principais eventos literários do país, a Bienal do Livro, que tem a sua 15ª edição realizada na cidade de 1 a 11 de setembro.

Com uma área de 55 mil m2 e 900 expositores esta edição do evento espera receber cerca de 640 mil pessoas durante seus 11 dias de programação. A estimativa é que serão lançados cerca d mil novos títulos durante o evento e uma média de 2,5 milhões de livros devem ser comercializados.

A programação cultural da Bienal vai contar com 150 autores brasileiros e 23 estrangeiros, entre os quais se destacam nomes como: Marc Levy, William P. Young, Anne Rice, Lisa Sanders, entre outros. O público também poderá participar de debates e bate-papos com personalidades culturais além de atividades recreativas que promovem a leitura, combinando conteúdo e diversão.

15ª Bienal do Livro
Onde: Riocentro – Av. Salvador Allende, 6.555
Segunda a sexta, das 9h às 22h, sexta, sábados e feriados, das 10h às 22h
Ingressos: R$ 12,00